Escova de Dente

Mostrando 36 itens de 246

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5

Mostrando 36 itens de 246

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5

Sobre a Escova de Dente

Todos sabem que não manter os cuidados básicos de higienização com a região bucal pode ocasionar em dores muito fortes assim como doenças conhecidas por afetar essa região como: cáries, gengivite, sensibilidade, entre outras.

Mas o que a maioria das pessoas não faz ideia, é que cuidar da saúde dos dentes pode ser uma arma contra doenças como: Pneumonia; Doenças cardiovasculares; Diabetes; Doenças reumatológicas.

É mesmo muito difícil de acreditar que uma simples cárie pode acarretar em problemas tão graves como estes citados acima.

Isso acontece porque para funcionar de forma efetiva, o nosso corpo dispõe das mais diversas funções e cada uma dessas funcionalidades se interliga para garantir um funcionamento sincronizado e perfeito do nosso corpo como um todo.

Essa interligação entre os sistemas do nosso corpo permite tanto que tudo funcione corretamente, como também, às vezes, pode ocasionar em alguns problemas indesejados, como é o caso dessas doenças que podem ter o seu foco inicial dentro da boca.

A boca e suas bactérias

Dentro da mucosa bucal existe uma comunidade de bactérias. Elas vivem lá e se proliferam desde sempre. Há tempos, essa comunidade bacteriana foi considerada algo maléfico para a nossa saúde, mas com muitos estudos e observação, os cientistas por fim descobriram que essa proliferação bacteriana, não apenas em nossa boca, como em outros locais do nosso corpo também, está lá para manter-nos saudáveis e não o contrário, isso faz parte de um processo natural do nosso corpo.

Dentro da nossa boca existem cerca de mais de quinhentas espécies diferentes de bactérias. A sua função é justamente evitar a proliferação de outros tipos de bactérias e fungos que trazem doenças. Dentre as muitas bactérias que formam a comunidade da nossa boca, temos por exemplo as Staphylococcus, Propionibacterium e Streptococcus.

Então aqui nesse caso essas bactérias presentes na nossa boca, trabalham em conjunto com o nosso sistema imunológico, impedindo logo ali na porta de entrada, a entrada de invasores.

Essas bactérias existentes em nossa boca são chamadas de biofilme. Elas iniciam o processo de formação desde que nascemos e nunca mais param. Algumas das que vivem ali muitas vezes não precisam nem mesmo de oxigênio.

O problema maior, é que a função dessas bactérias é impedir a entrada de outras que sejam ruins para a nossa saúde, mas quando não se higieniza corretamente a boca, essas bactérias ruins atacam a partir de dentro, o que faz com que a biofilme libere toxinas para o sistema imune saber que algo está errado, este envia então como resposta outras substâncias tóxicas que ao atacar a bactéria ruim acaba causando problemas para a nossa saúde. 

Essas substâncias podem causar processos infecciosos na região bucal, tanto na gengiva quanto na mucosa. E podem ainda ativar células responsáveis por ativar a absorção de tecido ósseo responsável pela saúde dos dentes. 

O tipo de infecção que acomete a área da boca, é chamada de doença periodontal. Essas doenças podem fazer a boca sangrar e até mesmo causar queda de dentes. Algumas pessoas que habitualmente têm esses tipos de infecções, acabam tornando-se mais receptivas a proliferação de bactérias ruins correndo pelo sangue, aumentando assim o risco de que ocorram doenças e infecções em várias regiões do corpo além da boca.

E todos esses problemas, se originaram de um simples hábito de não higienizar a boca corretamente. É claro que outros fatores podem favorecer o processo infeccioso na mucosa, fatores como: fumar, ingerir alimentos ricos em açúcares e pobres em nutrientes, problemas com as glândulas salivares, alimentação irregular, entre outros motivos. 

Esses são hábitos ruins que podem contribuir e muito para a falta de saúde bucal. E esta por sua vez, pode se espalhar pelo organismo e acarretar em problemas cardíacos, artérias e veias, problemas durante o puerpério, e até mesmo diabetes. É por isso que para pessoas que já possuam uma predisposição para essas doenças, precisa tomar cuidados dobrados com a saúde dental. 

Problemas bucais podem ser tão graves, que durante essa pandemia dentistas fizeram plantão em hospitais cuidando da saúde bucal dos pacientes intubados. Devido a baixa imunidade causada pela infecção de covid-19, esses pacientes correriam sérios riscos de piora devido infecções bucais. Com esse tratamento dental, diminuiu-se em 60% os casos de pneumonia em alguns hospitais. O que consequentemente diminuiu também os casos de morte. 

Diante de tantos motivos para se manter uma boa saúde bucal, é imprescindível que se busque as melhores ferramentas em prol de uma boca mais saudável. No entanto, a verdade é que o hábito de manter uma boa higienização bucal é muito mais simples do que podem parecer as causas da falta dela, e atitudes bem simples podem te manter distante de todos esses problemas dentários. 

A cárie é o primeiro estágio de um foco de placa bacteriana. Quando nos alimentamos, as bactérias da mucosa absorvem o açúcar presente nos alimentos e os transforma em ácidos. Isso, inicia na boca um processo que desmineraliza os dentes. É por isso que o excesso de alimentos que se tornam em açúcar no organismo causam cáries. 

É também por este motivo que especialistas caracterizam a cárie como uma doença comportamental, pois pode facilmente ser evitada com mudanças no comportamento

O primeiro sintoma da perda de minérios do dente, ou seja, da cárie, são manchas esbranquiçadas em sua superfície, com o tempo e a falta de cuidados, essas manchas brancas tornam-se no que nos parecem manchas amarronzadas na parte superior do dente, mas são na verdade o buraco que está se formando e criando a cárie. 

Quando essas manchas escuras surgem, é hora de correr e pedir por ajuda profissional. A evolução dessa cavidade, ocorrerá com o atingimento do esmalte dos dentes (a primeira camada dos dentes) e em seguida, a segunda camada chamada de dentina. Quando a cárie está profunda o suficiente para atingir essa segunda camada, significa que estará perto de terminações nervosas, o que iniciará um processo de dor. 

Não buscar cuidados médicos, fará com que a infecção atinja cada vez mais rápido a parte da polpa e dos ossos causando assim ferimentos profundos que podem levar o processo infeccioso até a corrente sanguínea e fazer com que atinja as outras regiões do nosso organismo.

Não há nada como a prevenção. Uma boca bem limpa e cuidada dificilmente se tornará um foco de problemas de saúde. Com alguns simples cuidados durante o seu dia a dia é possível manter a boca longe de problemas indesejáveis. 

Higiene bucal 

A escovação é essencial para a devida higienização da mucosa bucal. Ela deve ocorrer ao menos três vezes ao dia após as refeições principais. E uma dessas escovações deve ocorrer antes de dormir, pois é durante a noite que as bactérias responsáveis pela cárie trabalham mais. Além disso, é preciso se atentar quanto ao tipo de pasta dental e de escova que se usa. As escovas podem ser de vários tipos, elétricas ou manuais. Mas que só fazem diferença a forma como se escova com elas. 

Além de uma boa escova de dentes e uma pasta de dentes com flúor, e a forma correta de se escovar, é preciso ainda se atentar ao uso do fio dental, que deve acontecer preferencialmente antes da escova. 

Além da higiene bucal completa e regular, a diminuição de alimentos que contenham açúcar também auxiliará na saúde dos dentes. Diminuir apenas, não cortar definitivamente, já que, embora pouco, o corpo necessite do açúcar para manter certas funções. Existem diversos tipos de açúcar presentes em vários tipos de alimentos. Como a sacarose, a frutose, os amidos e outros. Uma dieta bem planejada pode ser aliada da saúde dos dentes. 

Ingerir bastante água no decorrer do dia também ajuda a manter a saúde dental, já que manter a boca úmida e hidratada mantém o Ph equilibrado e diminui a acidez da mucosa

Outro hábito necessário são as idas ao dentista, não apenas quando ocorre algum tipo de problema, mas sim periodicamente. É recomendável que se vá pelo menos duas vezes ao ano para realizar uma consulta de checagem. 

Além da escolha de uma boa escova para uma boa limpeza, é necessário que crie o hábito de aliar outros elementos ao seu kit de limpeza. São essenciais a escova de dente, o fio dental, uma boa pasta de dente e um enxaguante bucal. Para uma boa limpeza, é recomendável que se realize rotineiramente e na seguinte ordem as seguintes ações: 

  1. Passar fio dental;

  2. Escovar os dentes;

  3. Enxaguar bem com água;

  4. Enxaguar novamente com enxaguante bucal.

Entre esses produtos que auxiliam no tratamento dental, existe uma vasta linha de diversos tipos de marcas de escovas de dentes.

Esse produto é essencial para a prevenção de doenças bucais ou doenças periodontais, como são também chamadas. 

A escovação com pasta de flúor é fundamental desde o nascimento dos primeiros dentes. Devendo ser mantida por todo o decorrer da vida para que se mantenha os dentes saudáveis. 

A o escovar os dentes, é preciso se atentar a alguns detalhes importantes, como: 

  • A escovação deve ser realizada em movimentos circulares ou de cima para baixo verticalmente;

  • O movimento deve ser repetido ao menos cinco vezes em cada dente tanto na parte da frente quanto na parte de dentro dos dentes;

  • A língua também deve ser escovada em movimentos de trás para frente;

  • Dispense o excesso de pasta; 

  • E finalize, pelo menos, umas três ou quatro vezes na semana com enxaguante bucal. 

As opções de escova são bastante vastas, entre as mais vendidas temos: 

Sempre consulte seu dentista para saber como e qual escova de dente utilizar.

Fechar

Clique aqui e saiba mais sobre a nossa
Política de Envio.
Consulte no rodapé da loja nossas políticas.