Remédios para o Coração

Não existe nenhum produto com as opções selecionadas.

Remédio para o coração

Um dos maiores problemas relacionados à saúde do brasileiro é causado por disfunções cardiovasculares. Uma grande parcela da população, não apenas do Brasil, mas também em todo o mundo, vem adquirindo hábitos pouco saudáveis nos últimos tempos. Algo que tem tornado a nossa saúde frágil. E o órgão que mais tem sofrido com as nossas escolhas erradas é com certeza o nosso coração.

Hoje em dia existem estudos que afirmam que 90% das doenças cardiovasculares poderiam ser evitadas com simples mudanças de hábitos e medidas preventivas.  

A sociedade passou a adoecer mais gravemente quando passou a buscar meios de prazeres espontâneos, normalmente relacionados a hábitos alimentares ruins (sódio em excesso, gordura em excesso), tabagismo, álcool em excesso, falta de exercícios entre outros hábitos que podem acarretar em agravamentos de condições das doenças cardíacas  ou mesmo no surgimento de uma comorbidade que ainda o paciente não sofra. 

Comm as doenças cardiovasculares esse processo não difere. Com cerca de 80 mortes a cada cem mil brasileiros, as mortes causadas por problemas de coração dominam o ranking em nosso país. 

Existem uma infinidade de enfermidades que atingem o coração. Dentre elas, a mais grave e que mais mata é a que obstrui as artérias coronárias do órgão. Com ela ocorre o acúmulo de gordura nas artérias, diminuindo o fluxo sanguíneo que irriga o coração. 

A ingestão excessiva de alimentos não saudáveis pode piorar o quadro que chamamos de doença coronariana. Quando entupidas, as artérias têm dificuldade de manter o fluxo sanguíneo para o coração, podendo acarretar em um enfarto do miocárdio. 

Alguns dos principais sintomas podem ser: dor ou aperto do peito, sensação de corpo pesado, queimação, dores em qualquer parte do tórax que irradie para os membros superiores (braços, ombros, pescoço, boca).

A medicação normalmente indicada para estes problemas serve para: aliviar a dor no peito ao dilatar as veias e reduzir o trabalho do coração, desobstruir ou prevenir a obstrução de uma artéria bloqueada (dissolve coágulos).

Outra doença muito comum relacionada ao coração é a hipertensão. Ela ocorre quando os níveis da pressão sanguínea estão muito altos. A doença popularmente conhecida como pressão alta atinge cerca de um quarto da população brasileira e é causada devido a vários fatores. 

Um dos principais é devido a péssimos hábitos como a ingestão de álcool em excesso, gordura, falta de prática de exercícios físicos, alimentação inadequada, entre outros. Previne-se mudando os hábitos diários e realizando o aferimento da pressão de forma constante. 

Os sintomas dessa doença são bem comuns, por tanto é difícil de diagnosticar sem o devido exame de aferição. No entanto, alguns sintomas podem indicar a necessidade de maior atenção, como dores na cabeça frequentes, dores na região do peito, tonturas, zumbido no ouvido, sangramentos no nariz, visão embaçada, dores na região da nuca, entre outros. Esses sintomas também podem variar para cada pessoa. 

Essa doença não possui cura, ela pode apenas ser controlada com a adição de hábitos saudáveis e os medicamentos corretos receitados por um médico. 

A função dos remédios para pressão alta consiste em diminuir a quantidade de líquido na corrente sanguínea, pois dessa forma diminui-se a pressão dentro das artérias. Remédios diuréticos também auxiliam na tarefa de diminuir a água do sangue. Remédios alfa-agonistas agem no cérebro fazendo com que este controle a pressão arterial ao relaxar os vasos sanguíneos. Os bloqueadores são remédios que ajudam o coração a bater mais devagar, diminuindo assim a pressão arterial. Os vasodilatadores agem diretamente nas artérias deixando-as mais relaxadas e automaticamente dilatadas, esse processo irá facilitar a passagem do sangue de forma mais fluída. 

Os bloqueadores de cálcio fazem o que seu nome diz, impede que o cálcio presente no sangue entre nas células do coração e isso acaba melhorando o fluxo sanguíneo e reduzindo o esforço cardíaco. 

Outra doença relacionada ao coração, também muito conhecida, é a doença cerebrovascular ou como é mais conhecida, acidente vascular cerebral (AVC). É a ocorrência de obstrução ou redução do fluxo sanguíneo em alguma das artérias cerebrais. Existem dois tipos de acidente vascular na região cerebral: 

  • AVC isquêmico - Breve obstrução do fluxo sanguíneo na artéria cerebral. Esse é o mais comum. 
  • AVC hemorrágico - provoca uma hemorragia a partir de uma ruptura instantânea da artéria dentro do cérebro. Esse tipo de AVC é o mais perigoso e menos frequente em comparação ao anterior. 

Os sintomas mais mencionados do AVC são: formigamento em partes do corpo, confusão na fala,visão turva, tontura, dores de cabeça repentinas.

O AVC isquêmico pode ser tratado por remédios que desobstruam o vaso,  desmanchando o coágulo que esteja impedindo o fluxo sanguíneo. 

Quando acontece de a veia aorta se obstruir por placas de gordura assim como as demais ramificações que fazem parte dela, chamamos de doença arterial periférica. Esta enfermidade pode comprometer os membros superiores e algumas vezes os membros inferiores também. Os sintomas mais comuns dessa doença podem ser cansaço muscular, dor nas pernas durante caminhadas e impotência sexual. 

Quadros leves dessa doença podem ser resolvidos a partir de medicamentos e mudanças de hábitos. Já em casos graves, procedimentos como revascularização e amputação de membros podem ser necessários. 

Essas citadas aqui, são apenas algumas das doenças que mais afetam o coração dos brasileiros. Todas podem se tornar casos graves e fatais caso não sejam tratados por um profissional da saúde. 

Os tipos de remédios para tratar problemas cardiovasculares variam de uma espécie de problema para outro, também devem ser receitados de acordo com a gravidade da doença e também depende de pessoa para pessoa. Somente um profissional qualificado pode realizar o diagnóstico e receitar os fármacos corretos e necessários para cada tipo de doença. 

Alguns dos medicamentos mais utilizados dentro do quadro de problemas cardiovasculares são:

  • Monocordil - a nitroglicerina serve para aliviar a dor e diminuir a pressão;
  • Dimorf - Serve para acalmar pessoas que passaram por um ataque cardíaco. Auxilia no combate à ansiedade diminuindo o trabalho do coração.
  • Atenolol - Reduz o ritmo dos batimentos cardíacos
  • Riscard - Reduz a dor no peito (angina)
  • Captopril: Pode diminuir o aumento do coração caso haja necessidade
  • Trombofob Gel - Anticoagulante 

Quanto ao tempo que leva para começar a fazer efeito, também pode variar muito quanto ao tipo de remédio e para qual finalidade ele serve. Remédios para pressão alta, sem contar o tempo completo de tratamento, pode-se dizer que em até 40 minutos começa a  aliviar os primeiros sintomas. Já o Atenolol que também reduz a pressão sanguínea e previne sintomas prejudiciais ao coração pode levar de 1 a 4 horas para começar a surtir efeito.

Efeitos colaterais 

Os possíveis efeitos colaterais para este tipo de medicamento são (falando no geral sabendo que podem variar de acordo com o organismo e o tipo de medicação e doença a ser tratada): diminuição do ritmo cardíaco, cansaço, dormência dos pés e das mãos, vômitos, diarreias ou prisão de ventre, entre outros.  

Doenças cardiovasculares: podem ser prevenidas e curadas através dos remédios corretos  As medicações para problemas cardiovasculares, podem tanto ser curativas (como, por exemplo, o inibidor de enzima, que corrige o inchaço do coração após um ataque cardíaco) como preventivas, (como exemplo temos a heparina que pode desmanchar coágulos antes que eles se tornem um problema mais grave).

Tudo sempre vai depender do momento em que o paciente buscar ajuda médica e do quão grave pode estar a situação. 

Métodos preventivos 

Claramente doenças cardiovasculares são bem assustadoras. Saber que é uma das causas que mais matam no Brasil não é nenhum um pouco reconfortante, mas diante das informações aqui passadas é possível retomar o controle e adotar o quanto antes hábitos mais saudáveis e que permitam manter uma vida com qualidade e longevidade. 

Dicas importantes como forma de prevenção para essas doenças que acometem o coração. 

  • Evite fumar - provavelmente é algo que muitos já sabem, mas reforçar nunca é demais;

  • Pratique exercícios físicos - pode ser difícil no começo, mas se começar com pequenos atos como escolher as escadas no lugar do elevador, procurar fazer alguns minutos de caminhada por dia, já terão sido pequenas vitórias;

  • Visite o seu médico regularmente - Essa dica é importante e complementa a anterior, já que antes de praticar uma atividade física precisa consultar o seu médico para saber se está tudo ok para o que pretende fazer. O profissional da saúde também poderá realizar exames regulares, afinal de contas prevenir sempre será melhor do que remediar;

De olho na alimentação - essa é uma peça fundamental para se manter uma vida saudável. Seu corpo é aquilo que você come.

Fechar

Clique aqui e saiba mais sobre a nossa
Política de Envio.
Consulte no rodapé da loja nossas políticas.